CINEPÉDIA :: O cyberpunk

0
Dentro da ficção cientifica, nós temos várias vertentes que lidam com o futuro de formas diferentes e o cyberpunk é uma delas. O nome Cyberpunk vem da junção de cibernético e desordem/anarquia. Esse subgênero geralmente expressa a natureza humana de forma pessimista e trabalha muito os conflitos da tecnologia. A definição base dessa vertente é a “High tec low life”, ou seja, a alta tecnologia e a baixa qualidade de vida.
 

Blade Runner (1982)

 

É muito comum nos depararmos com elementos  góticos marginalizados,  por se tratar de um futuro corrompido pelas máquinas, músicas psicodélicas e um “aspecto sujo” são grandes referência para a identidade visual do cyberpunk.
Neuromancer

A literatura é uma das grandes responsáveis pela popularização do Syberpunk. O livro “Os androides sonham com ovelhas elétricas? ” escrito por Philip K. Dick e lançado em 1968 deu origem ao filme Blade Runner: O caçador de androids, dirigido por Ridley Scott em 1982. Foi nos anos

80 que o subgênero começou a ganhar mais popularidade, com obras como Akira,
Robocop e O exterminador do futuro. Em 1984, William Gibson lança o livro
Neuromancer e se torna um dos autores mais ligados ao mundo cyberpunk, essa
obra influenciou outras como Ghost in the shell e Matrix. Até mesmo as cantoras
pops usam da influência cyberpunk em seus clipes musicais, como Britney Spears em
Toxic e Taylor Swift em Bad Blood.
Considerando os tempos atuais, o estilo anda muito
em voga. Ainda hoje, podemos ver sua influência em séries de tv como o sucesso Black
Mirror. 
 
 
 
15 Million Merits – Black Mirror
 
Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Facebook login by WP-FB-AutoConnect