POR ONDE ANDA :: Peter Ostrum, o Charlie do primeiro A Fantástica Fábrica de Chocolate

0

Peter Ostrum Gardner, conhecido apenas como Peter Ostrum, nasceu em Dallas, no Texas em 1º de Novembro de 1957. Certo dia, na sexta série, estava apresentando um teatro na escola quando foi notado por dois caça talentos que estavam a procura de um jovem ator desconhecido para interpretar um importante papel nos cinemas.

Foi então que, aos 14 anos, viu sua vida mudar totalmente quando foi convidado a interpretar Charlie Bucket no clássico filme ‘A Fantástica Fábrica de Chocolate’, de 1971.

Para quem não se recorda, seu personagem no longa é um menino pobre, que acha um dos cobiçados “bilhetes dourados” que dão direito a um carregamento vitalício de chocolates Wonka, além de poder conhecer a misteriosa fábrica de chocolates. Ele e mais quatro crianças passeiam pelo lugar, mas Willy Wonka, o dono da fábrica, não é a pessoa mais simpatica do mundo como imaginavam, e sim uma figura manipuladora. Ao mesmo tempo em que as crianças mergulham de cabeça nos seus desejos, suas atitudes podem ter consequências avassaladoras.

Peter nunca havia atuado profissionalmente na vida. Por isso, Gene Wilder, que interpretou Willy Wonka nesta versão, foi quem ensinou tudo o que o ator sabe e vivia dando dicas no set. Foram 5 meses de gravação, com três horas diarias trabalhadas.

O lançamento do filme foi um sucesso o que garantiu vários convites para trabalho ao Peter. O estúdio chegou a oferecer ao jovem ator um contrato de mais três filmes. Porém ele não aceitou, pois queria ter livre escolha do que gostaria de interpretar. Acontece que, ao retornar para sua cidade, os planos do jovem começaram a mudar.

E… Por Onde Anda?

Ainda naquele ano, ao retornar para casa, seus pais haviam comprado um cavalo e Peter rapidamente se apaixonou pelo animal. Dali em diante, nunca mais deixou esse amor por animais de lado. Ao ver um veterinario cuidando do seu cavalo, teve a certeza do que queria: “Eu me lembro do veterinário saindo e cuidando dos cavalos, e isso causou uma grande impressão em mim: […] Essa pessoa realmente gostou do que fez da vida. Meu pai era advogado e eu realmente não tinha ideia do que ele fez o dia todo. Mas eu sabia exatamente o que o veterinário fez. Alguém que ganhava a vida com algo que ele tanto gostava realmente despertou meu interesse.”

Em 1984 se formou em medicina veterinária pela na Cornell University. Atualmente, trabalha em uma clinica veterinária em Nova York sendo suas especialidades tratar cavalos e vacas. Participou também da ‘Veterinarians on Call’ , uma série de vídeos financiados pela Pfizer que destacou o trabalho de veterinários de animais de grande porte.

Casado e com dois filhos, Peter até tentou retornar para a atuação na adolescência, mas logo desistiu. Hoje, participa em algumas convenções e eventos respondendo perguntas dos fãs e fazendo a alegria de muitos.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Comentários desativados.

Facebook login by WP-FB-AutoConnect