O QUE ACHAMOS DE:: Venom

0

Sem nenhuma relação com Peter Parker ou outros super heróis, Venom chegou aos cinemas. Dirigido por Ruben Fleischer (Zumbilândia) e estrelado por Tom Hardy (Mad Max: Estrada da fúria), com base no antagonista dos quadrinhos da Marvel.

Com o gênero atingindo seu auge, não é de se espantar que cada estúdio queira seu pedacinho de universo heróico. Venom é o resultado de mais um tentativa da Sony de calcar o seu lugar ao sol nos universos compartilhados. Um ponto positivo do longa, ao menos é que ele é centrado em sua própria trama, deixando as ligações para sequências apenas para as cenas pós créditos, entretanto, o problema é que o filme em si não consegue empolgar ao ponto de fazer essa sequência ser desejada.

Venom tenta flertar em colocar um tempero um pouco diferente em um roteiro genérico, porém, apesar da vontade do diretor em dar alguns toques que flertam com o horror e a a violência gráfica, a classificação impede que isso seja concretizado. Não que o problema do filme seja só esse, mas conveniências absurdas de roteiro e diálogos expositivos demais acabam prejudicando nossa experiência. Por exemplo, uma grande empresa não se preocupa em colocar câmeras nos elevadores de seu prédio, mas quando é necessário os capangas do vilão transmitem ao vivo uma cena de batalha.

O vilão do filme em si também é um problema, o personagem de Riz Ahmed não tem profundidade ou motivação o suficiente. Ahmed já teve ótimos momentos em outros trabalhos, tanto na TV (The Night of) como em outros blockbusters (Rogue One: Uma história Star Wars), mas aqui parece que sua orientação foi “vai lá e se faz de doido malvado que encara as pessoas por tempo demais”.
O potencial do elenco acaba ficando apagado no geral, Hardy consegue ter seus bons momentos e segurar seu protagonista, mas Michelle Williams é completamente desperdiçada com sua mocinha genérica. Genérico, aliás, é um bom termo para toda a trama.

Mas para entreter, o Venom em si tem um visual muito interessante. Gigante, com estrias brancas que remetem a aranha clássica e os rosto com os dentes e as língua monstruosas são boas o suficiente para vender merchandising.

Nota:6,5/10

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Facebook login by WP-FB-AutoConnect